Um breve desabafo sobre a falta de educação de alguns cariocas

Falta de educação não é um privilégio de poucos, muito pelo contrário. Esse fim de semana em Ipanema, área nobre do Rio, aconteceu um festival de irregularidades e de desrespeitos pelos cidadãos. Tenho a infelicidade de contar um deles aqui.

Eu e minha esposa somos felizes pais de um pequeno garoto de 1 ano de idade que, como qualquer criança, precisa de uma noite de sono bem dormida.

Moramos num prédio na Rua Barão da Torre, ao lado de uma pequena e simpática vila com 3 casas. Numa dessas casas mora a família que é proprietária das casas e que aluga as demais casas para outras famílias. Não é um lugar que qualquer um possa morar, afinal o aluguel de cada casa hoje supera facilmente o valor de R$ 5.000,00 ao mês.

Pois no último sábado, um dos recentes inquilinos dessa vila decidiu dar uma festa que começou por volta das 9hs da noite. Festas nessa vila sempre aconteceram antes da chegada desses novos moradores, mas sempre com um enorme respeito pelos vizinhos, e se encerravam religiosamente antes das 22hs.

Percebendo que a festa iria até mais tarde, fui pessoalmente conversar com a responsável pelo evento que, prontamente, me informou que eu deveria me acostumar com isso, pois era aniversário de 50 anos dela e só iria acontecer aquela noite, e que eu era muito jovem para reclamar desse tipo de coisa. Nem mesmo a menção pelo fato de meu filho de 1 ano não estar conseguindo dormir foi suficiente para demovê-la de seu objetivo de estender a festa o máximo possível.

Como devem estar imaginando, essa conversa terminou num bate-boca que não resolveu absolutamente nada. Logo depois tentamos, já sem esperanças, ligar para o 190 e, como sempre, não apareceu ninguém da Polícia Militar para tomar uma providência.

Para piorar tudo, num incrível surto de maturidade, as pessoas da festa começaram a gritar e colocar o volume do som cada vez mais alto em claros atos de provocação ao meu pedido de silêncio.

Escrevo esse texto com um pesar profundo, pois achei isso acontecesse entre pessoas com boa formação e boa condição financeira.

Mas a falta de educação não está relacionada à situação econômica das pessoas, e sim à educação que ela recebe de seus pais e que ensina aos seus filhos. Fico imaginando aqui que exemplo esse senhora de 50 anos deu a seus filhos naquele momento: provavelmente de que seus netos crescerão num lugar onde as pessoas não respeitam os próximos, nem mesmo quando pequenos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s